terça-feira, 8 de maio de 2018

MAIO - AUTOR DO MÊS

Foi em Lisboa, em Maio de 1971, que Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa decidiram escrever um livro a seis mãos, a partir do romance  Lettres Portugaises,  tradução anónima de cinco cartas de amor da jovem freira, Mariana Alcoforado, a um oficial francês,  ao qual deram o nome de Novas Cartas Portuguesas.

Publicado em 1972, o livro foi considerado de “conteúdo insanavelmente pornográfico e atentatório da moral pública”, recolhido e destruído pela censura.  A sua apreensão e o processo instaurado às três autoras   provocou uma onda de apoio, dentro e fora do país, com protestos e manifestações à causa das “Três Marias”. A conclusão do caso ocorreu já depois do 25 de Abril de 1974, tendo as três escritoras sido absolvidas. A BE resolveu homenageá-las com uma pequena mostra.